post-title Crianças que frequentam creche ficam doentes com mais frequência? http://i1.wp.com/www.drdiegobiella.com.br/wp-content/uploads/2016/09/stk_babyspath_BPH028_master_4x3.jpg?fit=520%2C390 2016-09-12 13:58:41 yes no Postado por

Crianças que frequentam creche ficam doentes com mais frequência?

  Muitos pais que precisam colocar os filhos pequenos na escola se deparam com o mesmo problema: as crianças adoecem mais. Isso porque ficam mais expostas a vírus e bactérias e o sistema imunológico ainda não está totalmente formado. Porém, há algumas medidas para minimizar os riscos de infecções e viroses. Como até os dois […]

Postado por

 

Muitos pais que precisam colocar os filhos pequenos na escola se deparam com o mesmo problema: as crianças adoecem mais. Isso porque ficam mais expostas a vírus e bactérias e o sistema imunológico ainda não está totalmente formado. Porém, há algumas medidas para minimizar os riscos de infecções e viroses.

Como até os dois anos os bebês ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico, é normal que o contato com os amiguinhos facilite a contaminação com doenças.

A criança na fase de lactância, que é até dois anos de idade, ela pode ter de oito a nove episódios de infecções por ano.  A criança fica doente todo mês praticamente, porque essa infecção ela dura aproximadamente dez a quinze dias.
Se não há outra opção, antes de deixar a criança na escola, é bom tomar algumas providências, como ensinar a criança a lavar bem as mãos e manter as vacinas dela atualizadas. Alimentação adequada também ajuda bastante. A vitamina A, a vitamina E e a vitamina C, elas ajudam muito na imunidade da criança. Estimular bastante o aleitamento materno, também vai ajudar a criança a diminuir as infecções, dentro da escola ou até fora da escola.
Na hora de escolher uma escola é importante prestar atenção em algumas coisas para evitar a transmissão de doenças. Os ambientes devem ser ventilados, as salas não podem ter muitas crianças e outra coisa é a constante higienização de copos, talheres e pratos. Cada criança tem o seu copo, cada criança tem o seu trocador e cada criança tem o seu kit de higiene.

É importante que os pais também contribuam para evitar que um pequeno doente, acabe passando o vírus para o resto da turma. Os responsáveis precisam retirar a criança da escola. Não só quando há uma virose, quando há uma febre também, porque nunca se sabe o porquê dessa febre, essa é a melhor medida preventiva, ficar com a criança em casa até que apresente melhora.

Fonte: vivabem.com.br

Deixo as formalidades de lado e me apresento em algumas palavras:

Sou Diego Biella, ainda criança depois de sonhar em ser jogador de futebol, aliás como todo menino, resolvi que seria médico. Me formei na Universidade de Alfenas e logo me encantei pelos choros, risos e pela dificuldade de uma consulta pediátrica. Quando a criança está doente mas não sabe falar o que sente, a febre aparece sem nenhum outro sintoma e após um tratamento bem sucedido o sorriso sincero e inocente, pra mim é a melhor das recompensas.

Cometários